“Vai um cafézinho aí?”

20/04/2023

Quem é que não gosta de ouvir essas frases ao chegar em um consultório, escritório ou até mesmo quando tá visitando alguém ou indo a algum estabelecimento.

Tem quem afirma que o dia só começa após o café e para muitos desses aquele maravilhoso cafezinho de toda manhã não só agrada o paladar como desperta o cérebro , além dele também servir para acordar um intestino preguiçoso. Não é novidade que beber café costuma ser um santo remédio para quem tem dificuldade de ir ao banheiro.

Em algumas etapas do processo digestivo, os efeitos do consumo de café parecem bastante claros. É o caso da estimulação da secreção de ácido gástrico, estimulação da secreção biliar e pancreática, redução do risco de cálculos biliares, estimulação da motilidade cólica e alterações na composição da microbiota intestinal.

O café estimula a atividade motora do cólon, e seu uso é agora recorrentemente sugerido como um adjuvante não nocivo para restaurar a contração e a função do cólon após cirurgia bariátrica.

Estudos recentes concluíram que a falta de associação entre consumo de café e câncer de diferentes órgãos digestivos, e aponta para o poderoso efeito protetor do café contra o risco de carcinoma hepatocelular.

Porém sempre bom frisar que o motivo da maior motilidade intestinal não justifica a prescrição da bebida para estimular a ida ao banheiro. A constipação é algo sério e deve ser tratada com uma dieta rica em fibras, ingestão adequada de água, prática de exercícios físicos que contribuem na motilidade intestinal, sono regular e etc.

Inclusive é preciso interromper o consumo do café se ele causar qualquer tipo de desconforto intestinal. Se a bebida causar diarreia, deve-se parar de tomar, mas isso não quer dizer que ela é vilã.

O café ainda é antibacteriano, ajudando no equilíbrio da microbiota intestinal, e contribui no controle da gordura do fígado, além de questões comprovadas de que ele melhora o humor, a função cognitiva, é fonte de nutrientes, como magnésio, potássio, vitaminas B2 e B5, age como antioxidantes.

Isso sem falar no seu já conhecido potencial de aumentar o desempenho físico, uma vez que a cafeína nele contido é uma fonte de energia, assim sendo, extremamente importante para quem mantém uma rotina de trabalhos musculares e físicos.

A cafeína, substância contida no café, retarda o aparecimento da fadiga, melhora o foco e a concentração, aumentando o rendimento durante os treinos e atividades, ainda contendo um poderoso efeito termogênico, trazendo um aumento do metabolismo contribuindo então para o aumento do gasto calórico que é fundamental para se manter magro e/ou emagrecer.

Lembrando que para emagrecer você tem que gastar mais calorias do que ingere mas isso é papo para uma outra coluna. Lembre-se que dieta é sempre com nutricionista que é o profissional habilitado é capacitado para prescrever dietas.

Leonardo Pianes - Nutricionista e especelista em Nutrição Esportiva e Funcional.