Técnica acelera recuperação de cirurgias de prótese de mama

16/08/2019

Conjunto de ações adotadas no pré, trans e pós-operatório, juntamente com uma avaliação médica, podem gerar um tempo menor de repouso

Para muita gente o pós-operatório da cirurgia é mais difícil do que passar pelo procedimento em si. Mas, este momento promete ser reduzido - pelo menos para alguns pacientes - já que uma técnica que tem sido aplicada em diversas cirurgias e, mais recentemente, na cirurgia de prótese de mama, tem reduzido o tempo de recuperação.

O "fast track recovery" funciona por meio de uma série de padronizações que resultam em um pós-operatório com menos dor e o retorno às atividades em menos tempo. Desta forma, a paciente pode ser liberada no mesmo dia da cirurgia, entre quatro ou cinco horas, após o implante mamário. Com esta técnica, o cirurgião plástico pode realizar exercícios para orientar corretamente a movimentação dos braços, ainda no hospital, que devem ser mantidos diariamente, mesmo em casa.

De acordo com o cirurgião plástico Fabricio Regiani nem todo mundo é candidato a fazer esta técnica. "Primeiro é preciso fazer uma consulta médica, em que é feita uma avaliação e, dependendo do que é constatado e da vontade do paciente, a gente pode indicar ou não esse tipo de cirurgia. São diversos detalhes adotados em conjunto no pré, trans e pós-operatório. O procedimento é uma tendência, até pelo fato das pessoas terem menos tempo para se ausentar do trabalho, interromper as suas atividades para poder fazer uma cirurgia", comenta.

O procedimento foi criado pelo médico americano John B. Tebbets, em 2002, e se espalhou por várias partes do mundo. "Clinicamente a utilização desta técnica vai se traduzir para as pacientes num pós-operatório mais tranquilo, com menos dor, menos limitações e com ganhos secundários no médio e longo prazo em relação ao resultado. E, muitas vezes, nós operamos uma paciente na sexta-feira e na segunda-feira ela volta a trabalhar, dependendo do tipo de atividade que ela exerce e da rotina que leva. Mas, é algo que é bem factível", diz.

Dr. Fabricio Regiani - Cirurgião Plástico

Formado desde 2003, o cirurgião plástico Fabrício Regiani atua em consultório particular, em Vitória. O médico concluiu sua especialização em cirurgia geral pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e, posteriormente, no Rio de Janeiro foi aluno do renomado Prof. Ivo Pitanguy, referência mundial em cirurgia plástica. Depois disso, teve uma experiência em Istambul, onde realizou um curso de aperfeiçoamento em cirurgia estética e reconstrutiva do nariz com o Dr. Nazim Cerkes, autoridade mundial neste tipo de cirurgia e autor de diversas técnicas. Dr. Fabrício Regiani tem experiência, principalmente, na área de cirurgia estética, mas também possui conhecimento na área de reconstrução de queimados e cirurgia plástica reconstrutora em trauma.