Setor de bares e restaurantes projeta verão positivo, mas segue em alerta

27/12/2021

Segmento deve movimentar cerca de R$80 bilhões e gerar mais de 60 mil vagas de emprego entre janeiro e fevereiro de 2022. No entanto, dificuldades para manter pagamentos em dia e com a aprovação do Refis travada, milhares de bares e restaurantes temem ser desenquadrados do Simples

Com a chegada oficial do verão, que começou na última terça-feira (21), o setor de bares e restaurantes, em especial nas regiões litorâneas do país, projeta bons números para o período. Segundo estimativas da Abrasel, a área deve movimentar cerca de R$80 bilhões e gerar mais de 60 mil vagas de emprego entre os meses de janeiro e fevereiro de 2022.
A expectativa é de que, no verão, nas regiões litorâneas, o aumento nas vendas nos bares e restaurantes possa chegar a 30%. Uma das explicações para as perspectivas positivas do setor se dá ao fato de que muitas pessoas deixaram de viajar para o exterior.
Sendo assim, o consumo interno tem sido alavancado de forma inédita, especialmente nos pontos turísticos nacionais. É o que explica Paulo Solmucci Jr., presidente-executivo da Abrasel. "Muita gente que deixou de ir para o exterior vai para os bares e restaurantes e para as pousadas. Então há muita disposição para frequentar o setor no Brasil, e nós estamos muito animados para que esse movimento seja um momento de arrancada definitiva para encerrar esse ciclo tão doloroso que foi a pandemia", comentou Solmucci.
Rodrigo Vervloet, presidente do SindBares e da seccional capixaba da Abrasel, destaca o potencial turístico do Espírito Santo para receber turistas de todo o país. "Além da riqueza gastronômica em nosso litoral, nossa região serrana encanta a todos. O verão é uma das épocas mais importantes para bares e restaurantes e a expectativa é buscar a recuperação do setor. Temos a expectativa de gerar cerca de três mil vagas durante esse período até o Carnaval", revela.
No entanto, nem tudo são flores neste verão, é o que aponta a pesquisa de situação econômica realizada pela Abrasel em novembro. Oitenta e quatro por cento dos empresários do setor de alimentação fora do lar temem o desenquadramento no Simples Nacional e quase metade (46%) está em atraso com os pagamentos de impostos.
"O atraso na aprovação do novo Refis trouxe muita insegurança para o setor. Infelizmente, há muita dívida, impulsionada pelo aumento da inflação e que também é reflexo do tempo de maior restrição de funcionamento. É importante manter as medidas de flexibilização e implementar incentivos ao turismo e gastronomia para que possamos avançar na recuperação de bares e restaurantes", destaca Rodrigo Vervloet.
Previsão do tempo para o verão
O verão começou oficialmente no dia 21 de dezembro de 2021 às 12h59 (Horário de Brasília). A previsão feita pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), apontou que as temperaturas, em dias sem nuvens, chegarão a 30º na Região Serrana e ficarão entre 31º e 33º nas demais regiões.
Vale destacar que o Espírito Santo está sob influência do fenômeno La Niña, que provoca o resfriamento anormal das águas do Pacífico, que reduzirá a ocorrência de chuvas em todos os estados da Região Sudeste.
Área de anexos