Salão do Imóvel bate recorde de visitação online em 2022

25/05/2022

Entre os dias 29 de abril a 08 de maio, a Ademi-ES promoveu o 28º Salão do Imóvel. Realizado exclusivamente pela internet, a edição deste ano contabilizou 62.942 mil visitantes. Um crescimento de 36% em relação à versão de 2020, quando o evento registrou 40 mil visitas únicas no portal www.salaodoimovel.com.br. A maior vitrine de fomento do mercado imobiliário capixaba reuniu 36 empresas, com patrocínio da Caixa, Banestes e Sicoob-ES, além do apoio do Sebrae/ES às micro e pequenas imobiliárias participantes.

Diferentemente da edição promovida há dois anos, desta vez os produtos mais nobres e de luxo assumiram a preferência do público. De acordo com a pesquisa, 31,9% do público buscou imóveis com preços entre R$ 601 mil e R$ 1 milhão, seguido pelas unidades avaliadas entre R$ 451 mil e R$ 600 mil, que totalizaram 21% das intenções de compras. Em terceiro lugar ficaram as moradias econômicas com preço até R$ 240 mil com 15% das buscas. Em 2020, os imóveis populares representaram a maior procura, atingindo 53,9% das pesquisas no portal.

Em se tratando das tipologias mais desejadas pelo mercado consumidor, os apartamentos de dois quartos somaram maioria (48,6%), depois as unidades de três dormitórios (35,4%) e quatro quartos (7,1%). Os lotes tiveram a preferência de 3,8% do público capixaba. Com relação aos municípios de maior interesse do público, Vitória aparece na frente com 49,1%, seguida de Vila Velha (33,5%), Serra (14,2%) e Santa Leopoldina, que aparece com 1%.

De acordo com o presidente da Ademi-ES, Eduardo Fontes, o Salão do Imóvel tem como objetivo fomentar o setor imobiliário, concentrando as ofertas em um espaço único e com condições especiais de compras. "O evento cumpriu mais uma vez o seu papel, atingindo um número ainda maior de público. Temos um cenário positivo para quem deseja investir em imóveis, com rentabilidade assegurada a médio e longo prazos, como também linhas de crédito fartas em diferentes instituições financeiras, como as oferecidas pela Caixa, Banestes e Sicoob-ES, que estiveram presentes nesta edição do evento. Embora haja perspectivas de aumento da taxa Selic, os bancos contam com percentuais abaixo de dois dígitos".

Mais de 4 mil unidades à venda

O Salão do Imóvel da Ademi-ES colocou à venda mais de 4 mil unidades, com preços partindo de R$ 58 mil para lotes, e apartamentos a partir de R$ 172 mil (unidade de três quartos, em Serra), além de cobertura de luxo avaliada em R$ 6,4 milhões, na Praia da Costa, Vila Velha.

Estiveram em oferta apartamentos de um, dois, três, quatro e até cinco quartos, além de casas e salas comerciais localizadas na Grande Vitória, incluindo Guarapari, e interior do Estado, como Linhares, Santa Leopoldina e Cachoeiro de Itapemirim, entre produtos em fase de construção, lançamentos, seminovos e prontos para morar. Os perfis eram diversos desde imóveis econômicos a médio e alto padrão e unidades inseridas no programa Casa Verde e Amarela.

Participaram desta edição, as empresas Argo Construtora, Barbosa Barros, CBL Desenvolvimento Urbano Ltda, CG Engenharia, Construtora Épura, Construtora Sá Cavalcante, De Martin, Elo Urbano Construtora e Incorporadora Ltda, Empar Incorporadora, Grand Construtora, Impacto Engenharia, iUrban Empreendimentos, Javé Construtora, Metron Engenharia, Mivita Construtora, Morar Construtora, MRV Engenharia, MZI Incorporadora, Nazca Advisors, Pinheiro de Sá Engenharia, Proeng Construtora, VTO Polos Empresariais, Vaz Desenvolvimento Imobiliário, Aoni Imóveis, Betha Imóveis, Conquista Imobiliária, Dantas Imobiliária, David Natalli Imóveis, Enseada Imóveis Ltda, Foccus Netimóveis, Imovix Imobiliária, Invix imóveis, Livia Machado Imóveis Ltda, Locamaxx Imóveis, Nova Aliança Imobiliária e Vitória Imóveis.