Rinoplastia desbanca cirurgias de lipoaspiração

04/05/2021

A Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica apontou que o procedimento no nariz foi a cirurgia estética mais realizada no decorrer de 2020

O Brasil segue sendo o campeão de cirurgias plásticas no mundo, com cerca de 1 milhão de procedimentos por ano, segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética. Mas, a pandemia despertou um novo comportamento no interesse para a realização desses procedimentos. Além de fazer as pessoas prestarem mais atenção no próprio corpo, estando mais tempo em casa, houve também neste período um aumento de encontros online - para reuniões, aulas e eventos - provocando o chamado Efeito Zoom, que deixa o rosto mais evidente.

Para o cirurgião plástico Fabrício Regiani este pode ser um dos principais motivos para as cirurgias de lipoaspiração terem perdido espaço para as rinoplastias no decorrer de 2020, segundo dado da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica. "Essa mudança já estava sendo percebida no consultório desde o ano passado. Junto ao Efeito Zoom também observou-se a possibilidade de uma recuperação mais tranquila com a maioria das pessoas de home office neste período e com mais tempo para se cuidar no pós-operatório sem se expor à sociedade", comenta.

A procura pelo retoque no nariz chegou a ser mais que o dobro, se comparada à lipoaspiração no Brasil. Mas, a notícia não surpreende, se for levado em consideração que a busca pelo termo rinoplastia nas plataformas de pesquisa do Google teve aumento notável desde março, chegando a uma alta de 4.800% em julho, no caminho dos artistas famosos adeptos ao procedimento, como a ex-BBB Flayslane, a cantora MC Mirella e o cantor Kevinho.

A cirurgia não é só estética, mas pode ajudar em certos quadros de alterações nasais, sinusite e rinite, além de faturas e traumas que possam incidir na saúde respiratória. "Dificilmente a rinoplastia é procurada por um só motivo. E essa união das vantagens favorece na decisão do paciente pela cirurgia. O fato da técnica ter evoluído muito nos últimos anos, tem permitido também melhores resultados com efeitos mais naturais. Isso também desperta mais interesse para a realização do procedimento", comenta.

Nova tecnologia

Recentemente, mais uma inovação foi apresentada na área da rinoplastia. A técnica utilizada pelo cirurgião plástico Fabrício Regiani é realizada com um instrumento que conta com uma precisão milimétrica de corte e modelação das estruturas nasais para proporcionar um resultado ainda mais satisfatório para o paciente. "Este tipo de operação oferece uma precisão muito maior, em que possibilita o corte na parte óssea, sem afetar os tecidos. Por isso, ela reduz o sangramento e também gera menos hematomas, inchaços e um pós-operatório mais confortável", explica.

Segundo Fabricio Regiani, a Rinoplastia Ultrassônica apresenta muitas vantagens, como: um menor trauma operatório, maior precisão e maior controle dos elementos nasais na cirurgia e menos edema pós-operatórios e estruturação mais confiável a longo prazo, entre outros benefícios. "O Piezo, que é o instrumento utilizado, aumentou muito as possibilidades cirúrgicas, dentre eles, novos enxertos, melhor tratamento do septo e técnicas refinadas, como: a osteoplastia (em lugar das tradicionais fraturas). Desta forma será possível conseguir melhores resultados para um número maior de pessoas e por longo prazo", comenta.