Possível aumento de Covid no inverno preocupa

26/05/2021

Boletim InfoGripe da Fiocruz alerta que muitos estados, que tiveram redução do número de casos de SRAG apresentam tendência de reversão ou aumento. A análise é referente à Semana Epidemiológica (SE) 19, no período de 9 a 15 de maio.

Basta as temperaturas caírem que logo percebemos alguém espirrando, ou uma coriza, uma possível gripe, e em tempos de pandemia, o medo aumenta, por conta do Covid-19. O Boletim Infogripe da Fiocruz acaba de divulgar que a incidência de doenças respiratórias - que em casos graves demanda hospitalização ou até mesmo óbitos - se deve atualmente, em grande parte, devido a infecções pela Covid-19 e que alguns estados estão demonstrando aumento das Síndromes Respiratórias Agudas Graves e da Covid.

Segundo a pesquisa, oito dos 27 estados apresentaram crescimento de casos, como Amazonas, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Tocantins, Distrito Federal e Rio de Janeiro. Entre os demais, observam-se indícios de interrupção da tendência de queda como na Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, e São Paulo.

Para a médica pneumologista Jessica Polese com a proximidade do inverno e com as temperaturas já em queda, é preciso um cuidado extra com uma possível gripe, alergia, para não se tornar uma pneumonia. "Este período é de aumento de incidência de vírus respiratórios e o risco de contrair o Covid-19 pode ser mais grave", pontua Jéssica. "O risco de contrair uma pneumonia, por exemplo, pode levar o paciente à uma internação, que no momento não é uma boa alternativa, devido aos riscos que podem ocorrer", explica Jéssica. "Além disso, com a imunidade mais baixa, o risco de contrair Covid aumenta, então não é favorável nos darmos a chance de contrair uma gripe, os cuidados devem ser redobrados", explica a pneumologista.

Jessica ainda destaca que é preciso cautela em tempos de afrouxamento da quarentena: "A capital Vitória está no Risco Moderado e alguns períodos de funcionamento estenderam-se, aulas retornaram, etc. porém continuamos pedimos para a população ter cuidado, usar máscara e manter o distanciamento, principalmente nesta época que vamos passar em que o inverno está chegando e as doenças respiratórias tem um aumento", finaliza.