O milium te incomoda? Saiba como tratar

30/07/2021

Enfermeira esteta Gabriela Pedrosa explica que os pequenos pontinhos brancos que surgem no rosto são formados por queratina acumuladas na camada mais superficial da pele

Gabriela Pedrosa destaca que surgimento do milium pode ser reflexo da má assepsia da pele e do excesso de suor

Você sabia que aqueles pontinhos brancos que surgem geralmente no rosto e não são cravos e nem espinhas se chamam milium e que seu conteúdo é queratina? A enfermeira esteta Gabriela Pedrosa, da Unna Estética, explica que, embora não haja uma confirmação, o seu surgimento pode ser um dos reflexos da má assepsia da pele e do excesso de suor.

Segundo a especialista, em algumas pessoas o milium pode permanecer mais tempo e afeta apenas a estética, já que não dói, não arde e nem deixa cicatrizes. Mas, as pessoas que se incomodam com os caroços na superfície da pele devem fazer a remoção com um profissional qualificado. "Há alguns procedimentos que podem ser utilizados para tratar esse problema, como peelings e aplicação de ácidos, que reduzem a espessura da pele. Não oriento a extração em casa", explica Gabriela Pedrosa.

O milium não doi, não arde e nem deixa cicatrizes. Foto: Getty Images

O milium se dividem em duas categorias: primário, aqueles que surgem naturalmente na superfície da pele e tendem a sumir, em algumas semanas, sem extração, secundário, que aparecem quando há algum dano à pele.

Para evitar o surgimento desses caroços, a recomendação da enfermeira esteta é cuidar da pele, com uma rotina que inclui a limpeza com produtos específicos, como sabonetes e géis e aplicação de protetor solar a cada três horas.