Novas doenças da estação causam danos à pele

14/07/2022

A queda na temperatura é bem-vinda para dar uma amenizada no calor e para os amantes de comidinhas mais quentinhas e saborosas. Mas o frio também causa danos à nossa pele por conta do clima mais seco, e atualmente além da pele ressecada e algumas dermatites comuns do período, algumas doenças têm preocupado.

Além da Covid, que já é de conhecimento que origina algumas alterações na pele e queda de cabelo, a varíola do macaco e chikungunya são doenças que precisam de mais atenção e cuidados.

De acordo com a dermatologista e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Irene Baldi, elas atingem diretamente a pele. "A varíola do macaco é uma doença viral, que tem entre os maiores sintomas o aparecimento de bolhas e feridas na pele, que podem coçar e doer", explica a dermatologista. Além do surto recente da doença, ela é considerada muito menos letal que a varíola normal e apresenta poucos riscos ao paciente.

Já a chikungunya - doença causada pelo mosquito da dengue - pode ocasionar inchaço, escurecimento de certas áreas da pele, aparecimento de bolhas ou úlceras semelhantes e aftas. "Para a pele indicamos uma avaliação caso as manchas que surjam perdurem, aliamos tratamentos seguros para clareamento", afirma Irene. No uso tópico também indicamos pomadas e hidratantes voltados para o tratamento.

Já a Covid-19 raramente apresenta consequências para a nossa pele, mas possui sintomas muito distintos de pessoa para pessoa. "Em alguns casos raros pode causar inchaços, coceiras, pele seca, manchas e inflamações e também podemos tratar", diz. Para a médica, a Covid tem atingido mais o cabelo, causando queda e tratamos pacientes que já tiveram a doença há pelo menos seis meses. Já as gripes e resfriados que são mais comuns neste período também podem causar ressecamento na pele principalmente em região do nariz, boca e bochecha que podem sofrer descamação e por conta do atrito de lenços, papel e até das mãos durante o período de congestão nasal", ressalta.