Naturalização Facial: o método que vai em contramão à famosa Harmonização

11/11/2022

A nova técnica tem ganhado espaço nas clínicas dermatológicas por apresentar resultados mais naturais, com quantidades menores de produtos

A harmonização facial é uma febre entre os amantes de procedimentos estéticos. A técnica conquistou até famosos como Lucas Lucco, Gretchen e Joelma. No entanto, algumas pessoas têm criticado os resultados "padronizados" que a harmonização apresenta. Nesse contexto, surge um método em contramão da harmonização, que vem sendo chamado de Naturalização.

Essa nova técnica facial, criada por dermatologistas brasileiros tem ganhado espaço nas clínicas dermatológicas e nos corações dos pacientes por garantir resultados mais naturais, sem perder a eficiência. "A Naturalização deixa o rosto mais bonito e jovem, sem usar quantidades excessivas de produtos", explica a dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) Karina Mazzini.

Segundo a médica, a Naturalização, além da tradicional aplicação de Ácido Hialurônico, pode utilizar várias outras tecnologias que ajudam a firmar, hidratar, remodelar, afinar e rejuvenescer o rosto. "O ideal é associar essas tecnologias para garantir um bom resultado. Além dos injetáveis, usamos muito o Ultrassom Microfocado e Laser de Thulium para fazer um lifting facial, a toxina botulínica para as rugas, esvaziadores faciais para eliminar flacidez e gordura e os bioestimuladores que ajudam a resgatar o colágeno que a pele vai perdendo com os anos e vários outros", a dermatologista acrescenta que o objetivo desses tratamentos é dar um "up" no que o paciente já tem de melhor, corrigindo imperfeições e evidenciando a beleza natural.

O método busca aliar tecnologia e injetáveis para garantir o resultado mais natural possível, que vem sendo uma tendência dos procedimentos em geral. "Cada vez mais estamos priorizando os tratamentos menos invasivos e com resultados mais naturais, que é o que os pacientes estão buscando", completa a médica.

De acordo com Karina, por conta das rotinas corridas e cheias de compromissos, muitas pessoas têm optado por procedimentos sem "downtime", que são aqueles que não precisam de recuperação, pois não causam inchaço e nem vermelhidão, como é o caso do Laser de Thulium e dos Injetáveis. "Esses procedimentos menos invasivos têm essa característica que agrada bastante, já que o paciente pode sair do consultório pronto para voltar ao trabalho ou ir a uma festa", exemplifica.

Crédito foto: FreepickCrédito foto Karina: Cloves Louzada