Inteligência Artificial garante precisão na hora do pós-procedimento cirúrgico

30/07/2021

Mecanismos de Inteligência Artificial alimentado por algoritmos. Essa já é uma realidade possível para quem deseja aparentar uma idade mais jovial de acordo com estudo publicado na edição de julho da Plastic and Reconstructive Surgery, revista da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos.

O mecanismo é capaz de fazer um prognóstico da redução da idade aparente, a partir de determinada intervenção, pela análise de fotos padronizadas do paciente tiradas antes e, pelo menos um ano depois dos procedimentos estéticos, trançando uma estimativa de quantos anos foram "recuperados" pelo procedimento.

O Brasil é recordista mundial de procedimentos estéticos sendo realizados, anualmente, no mínimo 1,5 milhão de cirurgias plásticas e, segundo o cirurgião plástico, Ariosto Santos, a procura por plásticas na região do rosto tem aumentado, consideravelmente. "As cirurgias faciais como blefaroplastia, que é uma intervenção na área dos olhos, a redução da papada e a rinoplastia estão na lista de preferência para intervenções e a inteligência artificial vai ajudar a detectar características faciais com mais acuidade já que essa inteligência trabalha com milhões de imagens para termos um trabalho mais apurado, praticamente em 3D de como o paciente vai ficar após a operação", garante.

foto Syd Lucas.