Hipoglicemia, todo cuidado é necessário!

17/03/2021

Você já ouviu o termo hipoglicemia, mas sabe o que é? A hipoglicemia é a presença de níveis extremamente baixos de glicose no sangue. Pode ocorrer em pessoas que têm diabetes, por usarem a insulina, hormona que regula a glicose no sangue, porém a hipoglicemia também pode afetar homens, mulheres e até jovens e crianças. Segundo a endocrinologista Gisele Lorenzoni, "as principais causas são o uso de determinados medicamentos, uso de bebidas alcóolicas, deficiências hormonais e doenças avançadas", explica.

O nível de glicose equilibrado varia de 70 a 99mg/dL em jejum, taxas abaixo disso são consideradas hipoglicemia e é preciso atenção aos níveis. "Os sintomas variam entre as pessoas, e podem ser náuseas, suor excessivo, tontura, fraqueza, palidez e até chegar ao desmaio e convulsões em casos mais graves", explica a endocrinologista. Em diabéticos não costumam aparecer sintomas e isto é bem arriscado.

Além de medir o nível de açúcar no sangue, é preciso ter atenção à alimentação. "Muitas pessoas seguem dietas inadequadas. A glicose sanguínea conhecida como açúcar do sangue é o principal combustível do cérebro e não pode ser eliminada do organismo", ressalta a médica. Assim, ao invés de fazer três refeições ao dia, comer mais vezes pode ser o indicado. "O paciente é orientado a mudar a alimentação e fazer pequenas refeições durante todo o dia", afirma Gisele.

"A prevenção - além de medir os níveis de açúcar no sangue - é sempre estar atento aos sintomas que mencionamos e caso não tenha, tentar evitar pular refeições, ter sempre um alimento para comer em uma emergência, não consumir muita bebida alcoólica, comer algum carboidrato antes da prática de exercícios", destaca a endocrinologista. Para quem tem diabetes, é imprescindível ter algo com carboidrato por perto. Foto de Gustavo Foratini.