Grupo de capixabas partem em expedição de moto rumo à Copa Libertadores no Uruguai

25/11/2021

A viagem, batizada pelos amigos de 'Libertadores Expedition', percorrerá 6 mil quilômetros sobre duas rodas até chegar em Montevidéu, no Uruguai

O grupo é formado por seis amigos capixabas, Henrique Arruda, Lucas Salim, Luciano França, Alexandre Carlini, Leon Sayegh, e Henrique Zani, que partiram sobre duas rodas na última segunda (22) para uma aventura que denominaram entre eles de 'Libertadores Expedition'. Irão percorrer 6 mil quilômetros e passarão por vários estados brasileiros, com paradas em: Guarulhos (SP), Balneário Camboriú (SC), Porto Alegre (RS), até chegar no Estádio Centenário, em Montevidéu no Uruguai.

O objetivo dos motociclistas e apaixonados por futebol é assistir de perto e ao vivo, a final da Copa Libertadores entre Palmeiras x Flamengo, que acontecerá em Montevidéu, no Uruguai, no próximo sábado (27), que foi confirmado pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Os cinco amigos contam com apoio das empresas Tarumã Studio Automotivo e Academia Wellness, e partiram na expedição de moto em 22 de novembro e traçaram o trajeto para mostrar como irão chegar em Montevidéu, no Uruguai, para a Copa Libertadores.

Na segunda-feira (22), o trajeto foi de Vitória a Guarulhos, pelo acesso do Arco Metropolitano. Na terça-feira (23) foram para Balneário Camboriú, via Rastro da Serpente - apelido das rodovias SP-250 e BR-476, que ligam o Estado de São Paulo ao Paraná. Na quarta-feira (24) passaram pelo balneário de Porto Alegre, pela BR 101, e chegando na quinta-feira (25), em Montevidéu.

Retorno

Para a volta pretendem sair no domingo (28) de Punta Del Diablo, em Montevidéu, via Cabo Polônio e Punta del Este. E na segunda-feira (29) chegar em Porto Alegre, pela estrada do Chuí; na terça-feira (30), o caminho de volta continua passando por Porto Alegre pela estrada Serra do Rio do Rastro, uma das mais famosa do Brasil. Na quarta, 1º de dezembro, a passagem será pela lendária estrada Serra do Corvo Branco, que foi a primeira ligação entre o litoral e a serra catarinense. Quinta-feira, dia 2, passarão por Joinville e São José dos Campos, via Serra da Graciosa, estrada rodeada por uma das faixas mais bem preservadas da Mata Atlântica do Brasil.