Refeições a base de plantas é buscada em supermercados. Consumidores esperam encontrar produtos e alimentação pronta no mesmo local.

29/04/2022

Uma volta pelas cidades e é possível observar que as marmitas saudáveis em que as verduras, legumes e frutas estão sendo comercializadas em diversos estabelecimentos como refeições prontas para consumo. Da salada de fruta, a salada com proteínas, a comida menos industrializada está recebendo destaque nas prateleiras, fenômeno conhecido como Plant Based, ou seja, alimentação baseada em plantas. A novidade aqui, é que supermercados, mercados, quitandas e padarias têm oferecido ao longo do dia refeições completas com base nesse novo tipo de alimentação: saudável e pronta para o consumo.

Segundo a consultora de supermercados varejo, Erica Barbosa, a qualidade nas prateleiras em forma de refeição completa foi uma demanda criada pela população com o advento das marmitas incluído nas rotinas. "Os proprietários desses estabelecimentos podem criar uma linha de produção para montagem desses pratos diários e ganhar em fidelização de clientes que consomem outros itens, uma vez que já se encontram naquela loja" - alerta Erica.

Para a consultora, com o surgimento do plant-based, o investimento na qualidade de produtos ofertados somado a inovação nos bastidores, proporciona um modo de satisfazer múltiplas necessidades para uma base de consumidores em constante evolução e muito mais exigentes. "A crescente variedade de alimentos que substituem a proteína animal está atraindo novos adeptos a esse mercado e cabe aos estabelecimentos estarem preparados para atender essa diferenciação dos consumidores" destaca.

É nessa nova onda dos desafios do plant-based que os comércios devem se atualizar para não ficar atrás na competitividade que está aliada a praticidade que o cliente busca. De acordo com a consultora, são nos rótulos cada vez mais sucintos e explicativos e no mínimo processamento dos produtos, que os consumidores serão cativados a buscar no mesmo local a variedade que precisam para o dia a dia. "Está comprovado por inúmeras pesquisas que buscamos experiências. Já balizamos o consumo pelo atendimento e pela ampla oferta, mas é a soma desses fatores que alegra a nós, consumidores", conclui Erica