Dra. Helena Arroyo Ramos apresenta o seu consultório em badalado happy hour...

17/02/2020

Com  um projeto chique, clean e elegante assinado pela arquiteta Débora Tassis, o consultório da Dra. Helena Ramos ficou um luxo! E para comemorar esse momento a Dra. Helena Ramos que brilhou na capa da 15ª edição da revista Saúde & Beleza, com assessoria de Léo Lima, realizou um oppening regado a delicias e espumantes, onde apresentou o seu consultório aos convidados!

O consultório da Dra. Helena Ramos fica em uma das salas da clínica do Dr. Sérgio Ramos na Praia de Santa Helena em Vitória-ES. Dra. Helena Ramos é especialista em rinoplastia e harmonização facial.

Fotos de Thiago Carriço.

Entrevista com Dra. Helena Ramos

RSBC: O que é Rinoplastia?

HR: Trata-se da cirurgia plástica do nariz, destinada a reestruturar o nariz para que ele fique com um formato mais harmonioso e em equilíbrio com a face. Podemos associar à Rinoplastia a correção de alterações funcionais do nariz para melhorar a respiração. O melhor exemplo é a Rinosseptoplastia, que reúne em um único procedimento as cirurgias de Septoplastia (destinada à correção do septo nasal) e de Rinoplastia (com a finalidade de melhorar questões estéticas do nariz).

RSBC: A rinoplastia deixa cicatrizes?

HR: Existem dois tipos de acessos para a cirurgia: o fechado e o aberto. O acesso fechado tem indicações restritas, e nesses casos as cicatrizes ficam escondidas dentro da cavidade nasal e, portanto, não haverá cicatriz aparente. Já o acesso aberto é indicado para pacientes que necessitam de uma visão mais ampla do nariz durante a cirurgia, e para tal, realizamos uma incisão (corte) na columela (na parte inferior do nariz). Se as asas nasais necessitam de redução para se harmonizar melhor com o resultado, também haverá cicatriz. A boa notícia é que as cicatrizes nestas áreas costumam ser pouco aparentes pois aproveitamos os sulcos naturais. Cada paciente comporta-se de maneira distinta em relação à evolução das cicatrizes. Mas no caso específico do nariz, geralmente tornam-se imperceptíveis.

RSBC: Posso escolher a forma de nariz que eu desejar?

HR: Não. Existe um equilíbrio estético entre o nariz e a face que deve ser analisado, a fim de preservar a autenticidade e a naturalidade da face em questão. A qualidade da pele do nariz também poderá influenciar no prognóstico do resultado almejado. Cada caso é estudado individualmente, a fim de que se possa dar ao nariz a melhor forma possível, dentro das possibilidades de sua face. Se a sua escolha coincidir com aquele tipo de nariz planejado, sem dúvida seu desejo será atendido. Cirurgião e paciente deverão estar de acordo com o resultado possível de se obter.

RSBC: Como ficará a minha respiração após a rinoplastia?

HR: Há um pequeno desconforto nas primeiras semanas do pós-operatório. Isto se deve ao fato do inchaço também existir na parte interna do nariz. Além disso, o movimento de "válvula respiratória" fica prejudicado nesse período, por alteração da elasticidade das asas. Mas com o tempo a estrutura tende a se normalizar.

RSBC: Como funciona o simulador de rinoplastia? Ele é confiável?

HR: Não gosto desse nome, ele gera a sensação no paciente de que vamos "copiar" a simulação. O que fazemos é uma projeção cirúrgica. Primeiro, tiramos fotos profissionais de alta qualidade em nosso estúdio, acompanhadas de réguas para calibração. Depois, passamos essas fotos para um iPad ou um computador e, através de um programa específico, projetamos quais passos cirúrgicos poderão ser realizados para aquele caso. Ao final, teremos uma imagem preditiva de como pode vir a ficar o nariz, se tudo correr como programado na cirurgia e na cicatrização. Trata-se de uma estimativa aproximada do resultado cirúrgico e não corresponde necessariamente ao resultado final da cirurgia.

RSBC: Quando é possível avaliar o resultado da rinoplastia?

HR: O resultado de rinoplastia pode ser avaliado de 6 meses a 1 ano após a cirurgia.

RSBC: O que é harmonização facial?

HR: É um conceito não científico, que surgiu com a popularização de procedimentos minimamente invasivos na face. Em linhas gerais, podemos considerar "harmonização facial" como um conjunto de procedimentos que promovem melhora na harmonia da face.

As intervenções podem ser feitas com toxina botulínica, preenchedores e estimuladores de colágeno. A toxina age bloqueando a contração muscular e, portanto, é capaz de tratar rugas dinâmicas (aquelas que aparecem durante a mímica facial). Os preenchedores são usados para simular estruturas ósseas ou gordurosas e promovem sustentação e volume às áreas tratadas. Os bioestimuladores não têm efeito imediato, mas promovem estímulo de colágeno e deixam a pele mais firme.

RSBC: O que faz a harmonização facial?

HR: Depende de cada caso. Temos o perfil de paciente jovem que deseja prevenir sinais de envelhecimento e repor perda de volume que começa a se pronunciar. Mas temos também o paciente que deseja mudar, de forma harmônica e natural, alguma estrutura de sua face que pode estar em desequilíbrio estético com o restante, como por exemplo levantar sobrancelhas, aumentar as bochechas ou lábios, definir melhor o queixo e a mandíbula, entre outros. Em geral, devemos fugir dos exageros para não estigmatizar ou deixar que todos fiquem com a mesma cara. Em pacientes mais maduras, buscamos tratar a flacidez da pele, além da perda de gordura e estruturas ósseas reabsorvidas com a idade.

RSBC: Levando-se em consideração que os homens hoje em dia se cuidam mais, o que é feito na harmonização facial masculina?

HR: Essa é sim uma realidade: os homens também tem se cuidado cada vez mais. Devemos apenas ter o cuidado de respeitar as características masculinas da face para que não ocorra estranheza ou exageros. Eles possuem as sobrancelhas mais retificadas, as maçãs do rosto menos proeminentes, o queixo mais quadrado e a mandíbula mais marcada.

Em meu consultório, os procedimentos mais realizados nos homens são a toxina botulínica para pés de galinha e cara de bravo, rinoplastia e preenchimento de queixo e de contorno mandibular.

RSBC: Quais os benefícios da harmonização facial e quando ela é indicada?

HR: De maneira geral, as pessoas que não estão satisfeitas com a sua aparência ou que consideram que alguns pontos não estão harmônicos com o restante do rosto podem procurar a harmonização facial. O médico irá analisar caso a caso e individualizar o tratamento.


Sobre a médica:

Dra. Helena Ramos - CRM/ES 11.920 / RQE: 7951.

  • Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Catanduva - São Paulo
  • Especialização em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP)
  • Título de Especialista em Otorrinolaringologia
  • Fellowship em Cirurgia Plástica da Face pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP
  • Estágio Observatório em Cirurgia Plástica Facial. UC Davis Medical Center, UC DAVIS, Sacramento (CA) - USA

§ STANFORD Facial Plastic Surgery COURSE: Stanford University, Palo Alto (CA) - USA.

  • Membro da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face
  • Doutora em Otorrinolaringologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)
  • Professora da Pós-Graduação de Rinoplastia e Cirurgia Plástica de Face no Instituto Jurado - São Paulo

Serviço:

Endereço: Avenida Saturnino de Brito, 256 / Enseada do Suá - Vitória-ES

Fone: (27) 3345-1600

Instagram: @drahelenaramos

www.drahelenaramos.com.br