Dermatologistas ensinam a tratar as doenças de pele mais comuns no verão

23/01/2020

Os cuidados com a pele são importantes durante o ano inteiro, mas no verão é preciso redobrar a atenção. O contato com o sol, o mar, a piscina e até o aumento da umidade do próprio corpo podem provocar o aparecimento de doenças de pele como as micoses superficiais e as acnes.

"As micoses superficiais e assaduras, principalmente na virilha, nas costas e entre os dedos os pés, as acnes provocadas pelo calor, suor e uso de protetores oleosos; as queimaduras provocadas por limão, a queimadura solar, as manchas de pele, conhecidas como 'melasma', são mais comuns nesse período", pondera a dermatologista Krishna Sandoval.

A dermatologista Irene Baldi afirma que a acne solar surge devido a maior produção das glândulas sebácea em função do sol. "É necessário manter sempre a pele muito limpa, higienizada, sem excessos de perfumes, com um bom hidratante e uma proteção solar adequada. Se mantivermos a pele em equilíbrio dificilmente teremos essas doenças comuns da estação", diz ela.

Bicho geográfico, brotoeja, foliculite e Impetico também são doenças cutâneas que são mais comuns no verão.

Na estação mais quente é essencial redobrar a atenção e tomar alguns cuidados. Investir em um kit com filtro solar acima de 50 com cor para a face, filtro oral, óculos, chapéu e/ou viseira de aba larga e consumir bastante líquido contribui para manter a saúde da pele. "Lembrar de reaplicar o filtro a cada 2 horas e de evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h também auxilia", diz krishna.

Quando o assunto é micose e queimadura, a recomendação é outra. "Dependendo da extensão e localização das micoses vale o tratamento oral com antifúngicos e tópico com cremes. E ideal também evitar ao máximo ficar com as roupas de praia úmidas por longo período, secar bem o corpo após o banho e usar calçados abertos. Para tratar as queimaduras, é importante aplicar cremes de corticoide e calmantes, além do uso de filtro solar, evitar exposição ao sol após o contato com substâncias fotossensibilizantes, como o limão; e lavar bem as mãos após o seu uso no verão para evitar manchas e queimaduras", reforça Krishna.

Uma outra dica da médica para combater as acnes é usar filtros adequados ao tipo de pele. "As peles oleosas devem optar por filtros oil free com toque seco e evitar ficar por longos períodos no sol para não transpirar excessivamente e ocluir os poros favorecendo o aparecimento de comedões", reforça.

Além de tudo isso, a dermatologista Irene Baldi recomenda alimentos que contenham carotenoides, como cenoura, abóbora, mamão, porque eles fazem uma ação oxidativa celular e isso previne." E os sabonetes ideias são os de PH neutro, porque os muito alcalinos geram um ressecamento neste período", completa a médica.