Cuidados com os cabelos em tempo de pandemia

27/05/2020

Com o isolamento social, algumas pessoas estão se cuidando mais, tirando um tempinho para cuidar da pele, do cabelo, do corpo, fazendo tratamentos em casa e outras, nem tanto. A saúde capilar tem sido afetada neste período de pandemia, o estresse aumentou e a ansiedade também. Uma das dúvidas que surgem é em relação aos cabelos, se lavá-los com menor frequência provoca a queda dos fios. Para a terapeuta capilar naturalista, Paula Breder, o estresse e outros tipos de doenças no couro cabeludo podem causar o problema da queda, porém a limpeza também é fundamental para a saúde dos cabelos.

"O ideal é lavar os cabelos ao menos três vezes por semana. Quem tem cabelo oleoso pode lavar todos os dias lavar todos os dias com ativos seboreguladores", explica Paula. "Vale ficar atento aos produtos voltados para cada tipo de cabelo e saber lavar bem o cabelo para limpar os fios", pontua. "O correto é massagear o couro cabeludo sem usar força. Em tempos de pandemia a limpeza dos fios é fundamental, até por conta de segurança, além de evitar a queda dos cabelos", completa Paula.

Para a dermatologista Irene Baldi, a higienização do couro cabeludo com o xampu adequado possibilita remover pequenas escamas, reduz a oleosidade e isso faz com que haja menor ação de fungos e bactérias. "Quando o cabelo está sujo, o poro fica mais obstruído e isso chega até a comprometer um pouco o crescimento dos fios e induz a queda", afirma Irene.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a higiene capilar não possui uma regra, depende do tipo de cabelo do paciente e da região em que ele mora, mas vale a limpeza, lógico. "Depende do tipo de cabelo - seco ou oleoso - do clima, idade, se mulheres estão na fase da menopausa, diversos fatores que podem influenciar na saúde dos fios", explica a dermatologista Karina Mazzini. Sendo assim, nestes tempos de isolamento social, se a situação se agravar e ocorrer um aumento na queda de cabelos ou outros sintomas que podem ser classificados como doenças capilares, o correto é procurar um dermatologista.De acordo com a dermatologista além dos cuidados diários com os cabelos, existem medicamentos que podem auxiliar em um tratamento mais eficaz. "Para quem tem alopecia androgenética (calvície genética); alopecia areata (inflamação que provoca a queda em determinadas regiões); dermatite seborreica (que pode aparecer no couro cabeludo), entre outras, é indicado medicamentos por via oral, como o Minoxidil, Espironolactona, Alfaestrdiol, entre outros", indica a dermatologista.

Para quem adora dicas de cuidados em casa, a cabeleireira Gabi Malini sugere algumas tratamentos caseiros fáceis de fazer e manter a saúde dos cabelos. Uma das dicas é usar vinagre de maçã. Ele ajuda a fechar as cutículas, remove a oleosidade da raiz, elimina fungos e dá brilho e maciez. "Dica de uso, após o shampoo, tira o excesso de água e aplica nos cabelos, deixa agir por cinco minutos e finaliza com condicionador ou máscara de tratamento", explica. Outra dica é o óleo de coco, sendo um excelente tratamento para cabelos sem elasticidade, ressecados e com frizz. "Faz uma umectação, aplicando nos cabelos secos, deixar agir por no mínimo quatro horas, depois lava e antes do shampoo, passa um condicionador para ajudar a selar as cutículas e ajudar a remover a oleosidade. Enxagua e lava com shampoo normalmente", afirma Gabi. Além dos cuidados externos, é importante uma alimentação saudável para fortalecimento dos fios.