Crianças e álcool em gel: proteção x perigo

11/05/2021

É importante orientar as crianças a lavar mais as mãos e usar menos álcool em gel, pois o produto oferece riscos de queimaduras na pele e de lesões nos olhos.

O retorno às aulas traz consigo a preocupação com as medidas de higiene que as crianças devem adotar contra a transmissão do coronavírus. Mas a medida mais comum, que é higienizar as mãos com álcool em gel, pode representar um sério risco, especialmente para os pequenos. Isso porque o álcool 70%, que é o indicado para a higienização, é altamente inflamável.

O cirurgião plástico Ariosto Santos, presidente da Sociedade Brasileira de Queimaduras regional Espírito Santo (SBQ/ES), alerta para a importância de ensinar as crianças a lavar as mãos preferencialmente com água e sabão ou sabonete. O álcool deve ser usado apenas quando essa opção não estiver disponível. O médico explica que é importante orientar as crianças para que, após o uso do álcool nas mãos, mantenham distância de fogo, fogão, churrasqueira, fogueira, fósforos, isqueiros ou qualquer fonte de calor ou fogo. As orientações estão na cartilha "Volta às aulas seguras: sem Covid, sem queimaduras", lançada pela SBQ Brasil.

"O perigo é que a chama após a combustão do álcool em gel é praticamente invisível, e a vítima acaba percebendo somente quando a queimadura já está acontecendo. Todo cuidado é pouco", alerta o cirurgião.

Outro cuidado importante é com os olhos, pois o álcool pode causar lesões ao órgão. Totens com álcool, disponibilizados em comércios, escolas e terminais de ônibus podem ser especialmente perigosos para as crianças, por causa da altura. "Esses totens muitas vezes ficam na altura dos olhos da criança, e o álcool pode espirrar nos olhos. Por isso, as crianças não devem usar álcool sem a supervisão de um adulto", completa Ariosto.

Além disso, também é necessário evitar exposição ao sol após usar o álcool em gel, pois isso pode causar irritação e manchas na pele.

Se não foi possível evitar, e a queimadura ou a lesão nos olhos já aconteceu, algumas medidas devem ser tomadas imediatamente:

- Lavar a área afetada com água limpa por cerca de 15 minutos;

- Retirar bijuterias ou joias que possam estar pressionando a região, antes que ocorra edema;

- Medicar com analgésico para alívio da dor;

- Cobrir a queimadura com um pano ou toalha limpa;

- Buscar imediatamente uma emergência. No caso de lesão nos olhos, um oftalmologista;

- No caso de lesão nos olhos, evitar fechá-los;

- Nunca furar as bolhas;

- Não utilizar gelo nas lesões;

- Não passar nenhuma substância ou produto caseiro no local da queimadura, como pó de café e creme dental.

- Não tocar com as mãos a área afetada.

Foto de Cloves Louzada.