Comércio varejista: rentabilidade pode ser afetada pela Copa do Mundo

11/01/2022

Glaucio Siqueira, consultor empresarial, orienta que o planejamento deve considerar o calendário da Copa haja vista que as atividades são impactadas pela competição

Estudo divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que cada feriado em dia útil representa um prejuízo de R$ 2,46 bilhões ao varejo. Por isso, muitos empresários celebraram o fato de que o ano de 2022 terá apenas um feriado nacional prolongado, o da Sexta-feira Santa, que será em 22 de abril. Glaucio Siqueira, consultor empresarial e especialista em Marketing e Gestão, destaca que é preciso lembrar da realização da Copa do Mundo e considerar as competições no planejamento do negócio.
"Teremos um calendário mais enxuto de feriados nacionais e isso realmente é muito positivo para o varejo; mas por outro lado, o comerciante precisa ficar ligado com a Copa do Mundo, que acontecerá entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro. Isso porque os dias de jogos do Brasil equivalem a feriados, já que as atividades comerciais são paralisadas", aponta.
Para compensar os dias úteis de feriado ou de jogos do Brasil, o especialista indica a adoção de estratégias de vendas, como promoções e vendas cruzadas. "É preciso elaborar um plano de ação de acordo com o seu nicho de atuação e o perfil do cliente. Um planejamento de vendas bem elaborado e executado pode contribuir para cobrir os custos dos dias que não serão trabalhados", orienta.
Perspectivas para 2022
Apesar disso, o especialista aponta as eleições também no quarto trimestre do ano como um dos fatores que influenciará a economia. "A combinação eleições e futebol tende a impactar positivamente a economia, apesar da polarização política. Essa combinação de grandes eventos no mesmo vai levar a uma movimentação monetária bastante intensa, o que deve levar a economia ficar aquecida e crescer acima dos patamares esperados", analisa Glaucio.