Cirurgia plástica como qualidade de vida

01/04/2021

A apresentadora Ana Hickmann completou 40 anos no mês de março e esbanjando beleza relatou em várias entrevistas que está muito feliz, madura, mas que a 'gravidade' chegou, e uma das coisas que pretende fazer é uma cirurgia plástica para troca das próteses de silicone. Para quem não sabe as próteses de silicone em mulheres que já amamentaram, ou com um determinado tempo, tem prazo de validade. "Quando as mulheres amamentam, as mamas crescem e podem mudar a forma do silicone ou mudanças de peso também influenciam", explica o cirurgião plástico e Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC), Humberto Pinto. No caso da artista, ela já teve uma experiência com o bisturi, e para quem nunca teve e sonha com um procedimento cirúrgico? De acordo com o médico, cada caso é avaliado para realizar o sonho desejado. "Há quem julgue que a cirurgia plástica é apenas uma resolução estética, esquecendo do fator de autoestima do paciente", afirma. "Quando me perguntam se existe uma idade certa para a realização de procedimentos, respondo que vamos avaliar todo caso - com ressalva de menores de idade e casos de acidentes, lógico", pondera o cirurgião.

Desta forma, teremos pacientes que irão fazer uma cirurgia para se sentir melhor, como a rinoplastia - realizada na estrutura nasal, que pode ter um efeito estético ou melhorar a respiração; outros que buscam um corpo melhor - uma gordura localizada que demora a sumir com a idade e em alguns casos o ganho de peso que pode afetar a saúde - uma otoplastia - muito procurada pelo incômodo com orelhas, entre outras. "Após a realização destes tipos de cirurgias, o paciente sente-se mais completo, feliz e sua autoestima eleva-se, auxiliando o seu dia a dia, em sua rotina, a se sentirem felizes e completos", relata o cirurgião plástico e Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC).

Já o cirurgião plástico Jefferson Vaccari, também Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), lembra que as cirurgias plásticas também podem ser reconstrutivas em casos de queimaduras, retiradas de tumores e acidentes de diversas causas. "A cirurgia plástica é a favor da autoestima. Mesmo com pequenas mudanças externas é possível permitir o desenvolvimento de uma auto imagem forte e positiva", afirma.

Doutor Humberto Pinto lembra que os brasileiros são muito vaidosos e gostam de se cuidar, de estar alegres, bem, tanto que o país já ultrapassou os Estados Unidos em números de cirurgias plásticas, segundo pesquisa divulgada pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), divulgada em dezembro de 2019. "De acordo com a pesquisa foram registradas mais de 1 milhão e 498 mil cirurgias em todo o país, um número de peso", destaca o cirurgião.

"Em relação à pandemia, Humberto relata que no ano passado foram realizadas pequenas intervenções, quando eram permitidas, e todas com o cuidado necessário e seguindo todos os protocolos sanitários e além disso, as cirurgias emergenciais também, agora é esperar tudo melhorar e voltarmos ao atendimento em breve, assim que tudo melhorar e mais vacinas chegarem", afirma o cirurgião.