Carnaval foi positivo para setor de bares e restaurantes, diz Abrasel

09/03/2022

Mesmo sem carnaval oficial, turistas marcaram presença no Espírito Santo

O resultado dos quatro dias de folia foi comemorado pelos empresários de bares e restaurantes em quase todo o país, confirmando previsão feita pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Mesmo com o cancelamento dos eventos de rua, estabelecimentos de cidades do Nordeste e da capital fluminense registraram faturamento de 20 a 40% maior na comparação com 2021. No Rio de Janeiro, o faturamento no carnaval foi 10% melhor se comparado ao ano de 2020. Já no Espírito Santo, o faturamento foi 20% melhor, se comparado com o período anterior.
Para o presidente-executivo da Abrasel, Paulo Solmucci, os locais mais sofisticados, sejam destinos ou estabelecimentos, tiveram demanda acima do normal. "A turma de alta renda, que geralmente viaja para o exterior nessa data, ficou no Brasil e elevou muito o consumo", explica.
No Espírito Santo, o movimento de turistas manteve o comércio aquecido. De acordo com dados de pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Espírito Santo (ABIH-ES) o Espírito Santo foi um dos estados que registraram as maiores taxas de ocupação hoteleira no período de carnaval, com índice de ocupação em 72%.
"O carnaval foi importante para o movimento de recuperação do setor de alimentação fora do lar. Agora, a expectativa fica em torno dos feriados religiosos como a Semana Santa, Páscoa e Festa da Penha em abril", aponta Rodrigo Vervloet, presidente do SindBares e da seccional capixaba da Abrasel.
Área de anexos